segunda-feira, 17 de maio de 2010

Com que medo?

Com que coragem, você homem, conceituou Deus?
Com que coragem, você homem, convenceu todo um povo que Deus está distante?
Com que coragem, você homem, criou o certo e o errado?

Com que covardia, você homem, afastou seus irmãos do poder divino?
Com que covardia, você homem, ensinou que não podemos errar?
Com que covardia, você homem, disse que Deus castiga?

Com que medo, você homem, não dividiu o saber?
Com que medo, você homem, tentou centralizar o poder de Deus?
Com que medo, você homem, não aproveitou a vida?


Carolina Flores Quintanilha


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog