terça-feira, 15 de junho de 2010

Minha vulnerável invulnerabilidade
Me aproxima do ser
Minha coragem repleta de medo
Me aproxima do fazer
Minha sabedoria cheia de erros
Me aproxima do saber
Meus amores repletos de desamores
Me aproximam do sentir
Minha felicidade farta de infelicidades
Me aproxima da paz
Meu eu exuberante de Deus
Me aproxima de você.
Carolina Flores Quintanilha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog