sexta-feira, 26 de novembro de 2010

O inimigo do bom é o ótimo.


O inimigo do bom é o ótimo.

Grande frase que ouvi do meu pai e que culminou em vários pensamentos e ações, rs. Eu sei, ela cria grandes questionamentos, mas vamos nos concentrar em como ela pode nos ajudar?
Até que ponto o aperfeiçoamento ajuda e em que momento ele começa a atrapalhar? Se você deixar de realizar algo pelos primeiros passos serem dificultosos ou demorados, você pode estar pecando pela busca do ótimo. Como assim? Às vezes -eu diria em muitas e muitas vezes- o simples é muito mais interessante e produtivo.
Exemplificando: Sara quer estudar português. Ela compra 5 livros diferentes, pega materiais na internet e compra vídeo aulas; na hora de estudar ela não sabe por onde começar e fica assustada com a quantidade de materiais e acaba não estudando, ou estuda só por alguns dias. Se Sara tivesse comprado apenas um livro, sentado em uma mesa e começado a ler, ela já estaria em sua metade.
É claro que se Sara estivesse animada e tivesse tempo para estudar todos os materiais que inicialmente coletou, ela poderia, mas em seu caso a busca pela perfeição acabou tornando o estudo dificultoso e demorado.
Então meu conselho de hoje é: Se deseja fazer qualquer coisa, apenas faça. Com simplicidade. Se depois de começar, você se sair bem e quiser melhorar, aí sim é a hora.
Esse blog começou assim, eu tive uma ideia, sentei no meu computador, abri o servidor de blogs do meu email, criei uma conta e comecei e publicar. Eu poderia ter sido bem mais rebuscada não, é? Mas talvez eu tivesse desistido da ideia. O aperfeiçoamento dele está acontecendo devagar e no meu tempo!
Boas vibrações!
Carolina Flores Quintanilha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog