segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Amor

...

- Querida, o que te prendia era o apego ao sofrimento. Você temia quem seria se não estivesse sofrendo ou à espera de alguém, mesmo sem saber que sentia isso. Para você, até os segundos antes de se entregar a mim, estar com alguém era ser dono e propriedade desse mesmo alguém e envolvimento era sinônimo de um compromisso de dar certo dentro de padrões sociais. Não é isso que sente comigo, não é? Comigo você vive cada segundo, sem se importar com o que faremos amanhã ou até quando isso vai durar, comigo você não tem medos de abandono ou solidão, comigo você se sente segura. A sua resistência era conhecer esta nova pessoa, essa pessoa que amaria sem algemas, sem apegos e sem sofrimento, para você ela não existia, mas ao abrir as portas para mim, eu lhe mostrei que você é essa pessoa.

Meu nome, querida, é Amor Verdadeiro.

...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog