quarta-feira, 13 de abril de 2011

E se eu lhe dissesse?

E se eu lhe dissesse?
E se eu lhe dissesse que o improvável é mais possível que o provável? Que o imaginário pode ser concreto, e que os meios de se chegar a isto, provavelmente, não foram devidamente apresentados a você?
E se eu lhe dissesse que os problemas de fato não existem? Que obstáculo não é sinônimo de empecilho, impedimento ou limitação?
E se eu lhe dissesse que não existem obstáculos, empecilhos ou limitações?
E se eu lhe dissesse que está em suas mãos o poder de fazer, ter ou ser o que quiser? Que mesmo que você ame alguém incondicionalmente, ele não tem a inclinação para lhe fazer totalmente feliz?
E se eu lhe dissesse que quanto mais você aprende a ficar sozinho, mais pessoas bacanas entram em sua vida?
E se eu lhe dissesse que a solução para todos os seus problemas, está dentro de você?
Bom, eu estou aqui para lhe dizer. Seja Feliz Agora.

Carolina Flores Quintanilha


“...o Reino de Deus está dentro do homem,
não de um só homem ou um grupo de homens, mas dos homens todos! Estás em vós!
Vós, o povo, tendes o poder - o poder de criar máquinas.
O poder de criar felicidade!
Vós, o povo, tendes o poder de tornar esta vida livre e bela ...
de fazê-la uma aventura maravilhosa...”

Charles Chaplin

4 comentários:

  1. Realmente os obstáculos de certa forma não existe realmente, ou pelo menos permanentemente, está geralmente está relacionado com o conceito que o ser humano apresenta diante dos problemas, o problemas nada mais é que uma parede de gelo. Concordo que a felicidade é sempre foi para ser buscada individualmente, a não achar que os outro o dará. Quanto solidão sadia, somente pode ser entendida por pessoas já conscientes.

    "Enorme cabedal de conhecimento, em meio de inúmeras pessoas ignorantes, vulgares ou insensatas, é fruto venenoso e amargo, se o espírito ainda não se resignou à solidão."

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Obrigada pelo comentário e pela visita.
    Sim, você entendeu bem o que eu quis dizer.
    Quanto à solidão, não sou adepta desta filosofia não, rs. Só acredito, como disse no texto, que nossa felicidade está apenas em nossas mãos.
    Mas compreendo, que alguém realmente consciente possa encontrar na solidão suas respostas!
    Beijão,
    Carolina Flores Quintanilha.

    ResponderExcluir
  3. Quando eu falei da solidão,não quer dizer necessáriamente se afastar das pessoas, somente agir mais independentemente, e reservar um espaço para si próprio

    ResponderExcluir

Arquivo do blog