domingo, 21 de agosto de 2011

Carta para a mãe dos Céus

Querido Mãe Maria,
Eu tenho feito tantas lindas descobertas sobre a vida.
Estou tão feliz!
Descobri mãe, que tudo o que me parece ruim não é verdadeiro, porque a verdade é Deus, e Deus é magnífico.
Descobri que tudo o que busco, também me busca.
Descobri o quão maravilhosa eu sou, mãe! Até os meus aparentes defeitos, descobri que posso transformar em qualidades!
Hoje eu confio em mim!
E mãe, descobri que posso fazer tanto com o que já tenho, TANTO!
Descobri que tenho o apoio incondicional da força mais poderosa do mundo e que ela está ao meu lado o tempo inteiro.
Juntas, somos invencíveis!
Descobri então mãe, que nunca estou sozinha.
Descobri o quanto a vida já é maravilhosa e descobri o quanto mais incrível ainda ela pode ser!
Descobri também a enorme diferença do que sou para o que penso que sou.
E descobri a absurda diferença entre o que a vida me parece ser e o que ela é.
Descobri então mãe, que ao mesmo tempo em que sou tudo, sou nada. Portanto, descobri que é melhor confiar no todo.
E assim mãe, estou descobrindo um mundo novo cheio de cores e que quero ensinar – a quem quiser aprender – como se jogar nessa fantástica verdade.


Obrigada por tudo mãezinha, eu te amo.

Carolina Flores Quintanilha.

Um comentário:

  1. Sim, é isso mesmo, declaração bastante sincera, suponho. Desculpe eu não comentar todas as suas postagens é que as vezes não tenho tempo, mas sempre que puder faço questão de comentar, mesmo que ligeiramente

    ResponderExcluir

Arquivo do blog