sábado, 19 de maio de 2012

Nada é imutável

Os ventos da mudança
Avisam quando estão para chegar
Felizes aqueles que aprendem a escutar

Ela já sabe identicar muito bem
Quando aquela dorzinha gostosa aparece
O seu mundo esta prestes a mudar

Nada é imutável
Essa foi uma das suas primeiras lições
Muito ela demorou para gostar
Mas quando jogou o medo pela janela
E se atentou ao gosto doce da oportunidade
Sorriu

Ela conhece os falsos prazeres do apego
E a amargura de uma decepção
Mas se importa muito mais
Com as cores cintilantes da vitória
E com a espontaniedade de uma paixão


...Engana-se quem pensa que nesse momento ela está a se amendontrar
Tudo o que ela mais quer é nessa loucura se embebedar...

Carolina Flores Quintanilha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog