domingo, 24 de junho de 2012

What about Us?

What about Us?



17 anos, Michael Jackson questionava o que havíamos feito com o mundo. Há 17 anos, ele perguntou : What about Us?

Hoje, no Domingo após a Rio + 20 e nos exatos três anos após a morte deste ícone da música, eu lhe convido a refletir sobre um mundo mais sustetável, assistindo a um dos melhores clipes do Michael.

Veja, e sinta a mensagem que ele quis passar.
E se você sentir algo a mais, não fique apenas no pensar, use essa energia para aplicar alguma nova atitude em sua vida.

Tenha uma semana cheia de luz,

Carolina Flores Quintanilha.

Canção da Terra
( Earth Song - Michael Jackson)

E quanto ao nascer do sol?
E quanto a chuva?
O que aconteceu com todas as coisas,
Que você disse que iríamos ganhar?

O que aconteceu com os campos de extermínio?
Essa é a hora.
O que aconteceu com todas as coisas,
Que você disse que eram nossas?

Você já parou para pensar em
Todo o sangue derramado antes de nós?
Você já parou para pensar que
A Terra e os mares estão chorando?

O Que fizemos com o Mundo?
Olhe o Que fizemos!
O Que Aconteceu com toda paz?
Que você prometeu ao seu único filho?

O Que Aconteceu com campos floridos?
Essa é a hora!
O que aconteceu com todos os sonhos?
Que você disse serem nossos?

Você já parou para pensar,
sobre todas as crianças mortas em uma guerra?
Você já parou para pensar que
a Terra e os mares estão chorando?

Eu costumava sonhar
Costumava olhar além das estrelas
Agora já não sei onde estamos
Embora saiba que fomos muito longe

O que aconteceu com o passado?
O que aconteceu com os mares?
O céu está caindo
Não consigo nem respirar
E a apatia?
Eu preciso de você.
E o valor da natureza?
É o ventre do nosso planeta.
E os animais?
Fizemos de reinados, poeira.
E os elefantes?
Perdemos a confiança deles?
E as baleias chorando?
Estamos destruindo os mares
E as florestas?
Queimadas, apesar dos apelos
E a terra prometida?
Dilacerada pela ganância
E o homem comum?
Não podemos libertá-lo?
E as crianças morrendo?
Não consegue ouvi-las chorar?
O que fizemos de errado?
Alguém me fale o porquê
E os bebês?
E os dias?
E toda a alegria?
E o homem?
O homem chorando?
E Abraão?
E a morte de novo?

A gente se importa?

---

30 mil visitas!
OBRIGADA!




sexta-feira, 8 de junho de 2012

Confesso!

Hoje, eu quero começar o meu texto trazendo à tona algo que talvez antes eu nunca tenha vos dito... O que farei, de fato, será uma confissão, mas não uma do tipo que vem de alguém envergonhado e sim daquele tipo de segredo que os grandes amigos confessam uns aos outros no escurinho, naqueles momentos gostosos de grande intimidade.
Hoje minha escrita, será um desabafo que alivia a alma.
Tudo o que tento lhes ensinar, queridos leitores, é exatamente o que EU estou precisando aprender. Quando escrevo sobre confiança, é por que estive sem esperança. Quando escrevo sobre amor, é por que estive carente. Quando escrevo sobre alegria, é por que andei tristonha.
Eu costumava dizer que com a mesma intensidade com que eu caia, eu levantava. Hoje eu digo que eu levanto três vezes mais forte do que caí.
Vocês sabem que eu não sou adepta da filosofia de que viver é sofrer. E muito menos de que os sofredores, são vencedores. Acredito que existam muitos caminhos para o aprendizado, e que se soubermos escolher o melhor caminho, poderemos aprender sem sofrer.
Mas sendo bem prática, às vezes um tombo nos faz bem, não faz? Às vezes uma crise de fé, nos prova lá na frente a existência de Deus como nunca antes tinha nos provado. Às vezes desconfiar para depois confiar é muito produtivo. E por aí vai...
Portanto, queridos leitores, minhas quedas resultam em busca de uma melhora, e essa busca me traz uma resposta que eu costumo transformar em texto para vocês.
E é isso que eu queria lhes contar...
Quando eu leio os comentários de vocês, na maioria das vezes me dizendo que o que eu escrevi vos ajudou, me sinto tão próxima de todos... Pois vejo como estamos passando pelas mesmas provações, pelos mesmos aprendizados e pela mesma evolução.
Mas vocês devem estar se perguntando por que eu quis contar isso hoje, não é?
Simples...
Eu quero mostrar a vocês, a capacidade que TODOS vocês têm de aprender tudo o que eu sei. Quero mostrar, que vocês podem melhorar as suas vidas, como eu melhorei a minha. E que os seus tombos, não lhe fazem menores, e sim guerreiros... Guerreiros da vida!
Acredite.
Acredite em você.
Acredite em algo maior.
Não deixe o desânimo tomar conta por muito tempo.
Se estiver triste, deixe a tristeza vir e passar. Passar!
Levante, respire fundo e busque uma melhora.
O melhor sempre existe, se você acredita nele, ele vem.

E continue vindo aqui, me escreva, me leia... Vamos juntos continuar criando nossas vidas de uma maneira melhor.
Um beijo grande e cheio de luz,

Da sua amiga,

Carolina Flores Quintanilha

Arquivo do blog