sábado, 13 de abril de 2013

Abril, 2013.


Bom dia, meus queridos amigos. 

            Hoje, eu queria lhes contar uma situação que vivi e estou vivendo. Alguns de vocês sabem que eu passei dois anos em casa estudando para concursos públicos, e que este tempo me proporcionou experiências e aprendizagens incontáveis em relação a minha espiritualidade. Foi nesse tempo que comecei a escrever, e é claro, neste tempo que montei o Blog.
            Dois anos foi o suficiente para ler bastante, ouvir muitas palestras, ver muitos filmes e vídeos, aplicar técnicas, adquirir hábitos... Mas há exato um ano, eu passei em um dos concursos que fiz e fui convocada a trabalhar.  
            E é claro que a partir daí eu comecei a não ter mais tanto tempo para dedicar aos meus estudos espiritualistas, além de ter que começar a aplicar na vida prática tudo o que eu havia aprendido.
            Confesso que encarar o mundo de verdade não foi fácil. Comecei a conviver com muita gente que não compreendia minha visão da vida, me decepcionei quando vi cara a cara a cobiça, a inveja, a maldade das pessoas e muito rapidamente me vi afastada de muitas das coisas que aprendi. Sim, -eu- tão convicta de minhas crenças, me peguei medrosa, negativa e vulnerável às doenças mentais dessa nossa sociedade.
            Porém, em meio a um furacão de contrariedades, a vida sempre me soprava um alento. No meio de toda a poeirada, encontrei pessoas mais espiritualizadas do que eu. Em meu aniversário ganhei um livro de Joanna de Angelis, assim como num momento de pura aflição eu recebia emails com mensagens do Calunga... e por aí vai. Vocês sabem como as forças da vida se comunicam conosco quando procuramos por elas, não é mesmo?
            E hoje, meus queridos, eu estou passando por uma espécie de renascimento, pois apenas ao perceber o quanto minha vida estava piorando ao me afastar de tudo o que sei, eu já senti novamente a presença de Deus em meu coração me pedindo pra voltar para casa. Não para minha casa e nem para minha vida antiga, mas para as paredes azuis da casa Dele.
            E então, estou voltando para meu mundo particular, voltando para aquele cantinho da alma que só vocês, meus amigos, conhecem muito bem. E a vida já está me trazendo oportunidades, pessoas e lugares que se sintonizam novamente com meu bem estar. Peguei-me lendo alguns de meus textos antigos, conselhos meus para vocês, agora servindo perfeitamente para mim. Tudo o que eu sempre tentei convencer vocês a fazer, rsrs, estou tendo que refazer agora.
            E a paz volta, meus amigos, a paz volta quando você a chama verdadeiramente. A fé não desiste da gente e nem desiste de nos fazer crer nela.
            Portanto, queridos, eu lhes peço desculpa pelo tempo afastada e agradeço, um tanto quanto emocionada, as visitas e recados que não deixei de receber um dia sequer deste ano. Vocês me incentivam a continuar.
            Então hoje, meu texto é um abraço apertado, enquanto digo (com clamor): Eu voltei, e dessa vez é para ficar!

Fique na luz,

Carolina Flores Quintanilha

"Eu descobri que é azul a cor da parede da casa de Deus, e não há mais ninguém como você e eu". Alexandre Magno Abrão- Chorão.

3 comentários:

  1. Por que será que eu te amo tanto,hem sobrinha?

    ResponderExcluir
  2. Sandra Bird Piraja15 de abril de 2013 01:12

    Maravilhoso Carol! Tambem passei e estou passando pelas mesmas experiencias que voce. Com uma unica diferenca: Voce esta a um pequeno passo adiante de mim, que estou para experimentar muito em breve. Sua historia e muito fascinante e inpiradora. Parabens por ter superado todas as dificuldades e sofrimentos por que voce passou. Voce tem muita fe e confianca em Deus e em si mesma. E e exatamente isso que nos faz superar qualquer dificuldade. E foi exatamente a conclusao a que cheguei hoje mesmo antes de ler sua mensagem no nosso querido grupo Espiritualidade Para Todos. Nunca acreditei em coincidencias. Obviamente fui guiada a ler sua mensagem para reafirmar a conclusao a que cheguei, que e verdadeira e correta. E uma bencao ter voce no nosso grupo. Sempre achei isso. E peco para quando voce tiver tempo e disposicao, que escreva suas tao inspiradoras mensagens mais frequentemente. Estamos todos precisando de sua sabedoria. Beijos e muito obrigada!

    ResponderExcluir
  3. Isso é normal! Todos têm que passar. "Quem disse que seria fácil?"

    ResponderExcluir

Arquivo do blog